Posição Doutrinária da Igreja Batista Emanuel de Jundiaí

ESCRITURAS: Cremos que as Escrituras do Velho e do Novo Testamento, são verbalmente inspiradas e são a infalível Palavra de Deus; foram originalmente escritas pelo Espírito Santo através de homens especialmente dirigidos para esse fim. Cremos que a Bíblia é a autoridade suprema de toda doutrina e prática e, devidamente interpretada e aplicada, é o supremo padrão pelo qual devem ser julgados todos os credos e opiniões e toda a conduta humana. (II Timóteo 3:16-17, II Pedro 1:19-21, I Coríntios 2:9-13, II Timóteo 2:15).

Cremos, também, que Deus preservou a Sua Palavra no texto conhecido como Textus Receptus para o Novo Testamento no grego e o Texto Massorético para o Velho Testamento no hebraico. A melhor tradução desses textos para o português se encontra na Bíblia Almeida Corrigida e Fiel da Sociedade Bíblia Trinitariana do Brasil. (Salmo 12:6-7; Deuteronômio 4:1-2; Provérbios 30:5-6; Marcos 13:31; Apocalipse 22:18-19)

DEUS: Cremos que há um, e somente um Deus vivo e verdadeiro, supremo em Sua pessoa, eterno em Seu poder e em Seus atributos, glorioso em Sua perfeição, o Criador e Supremo legislador do céu e da terra. Cremos no único Deus eterno, onipotente, onisciente e onipresente que se manifesta em Três Pessoas Divinas – Pai, Filho e Espírito Santo – um na natureza, atributos, poder, glória, substância e iguais em toda a divina perfeição. (Deuteronômio 6:4, I Timóteo 2:5, Gênesis 1:1, Mateus 28:19, II Coríntios 13:13).

JESUS CRISTO: Cremos na absoluta deidade do Senhor Jesus Cristo; que Ele era Divino como nenhum outro homem poderia ser; era o próprio Deus, existia desde toda a eternidade em igualdade com o Pai e o Espírito Santo; que Ele foi milagrosamente concebido pelo Espírito Santo e nascido da Virgem Maria; que Ele é tanto Deus verdadeiro como verdadeiro homem, uma pessoa com duas naturezas; que como perfeito Cordeiro de Deus, deu-se a Si mesmo para morrer na cruz como sacrifício expiatório pelos pecados de todos os homens; que Ele ressuscitou corporalmente da sepultura ao terceiro dia e foi glorificado; que subiu ao Céu para ser nosso grande Sumo Sacerdote onde está assentado a destra do Pai, como nosso Advogado e Intercessor. (Jo 1:1-12; Mt 1:23; Rm 5:8; Hb 2:9; I Co 15:3-8; Hb 4:14-16; I Jo 2:1-2; I Tm 2:5; Rm 8:34; Hb 7:25) Jesus é o único caminho, a única verdade e a única vida (João 14:6).

ESPÍRITO SANTO: Cremos que o Espírito Santo é uma Pessoa Divina, igual ao Pai e ao Filho, com todos os atributos e personalidades da deidade e da mesma substância. Sua obra em relação ao mundo perdido é converter do pecado, justiça e do juízo. Sua obra em relação à igreja é regenerar, batizar através da salvação para o corpo de Cristo, habitar, selar produzir testemunho da verdade, guiar, ensinar, santificar, converter, convencer e encher para a obra (II Co. 13:14, Jo. 16:7-15, Tt. 3:5, I Co. 12:13, I Co. 6:19-20, Jo. 14:16-17, Ef. 1:13, Jo. 15:26, Rm. 8:14-27, Rm. 15:16, At. 1:8, Ef. 5:18). Não cremos nos dons pentecostais para os dias de hoje. Os mesmos cessaram com a canonização das Escrituras Sagradas (II Co. 13:8-10).

QUEDA DO HOMEM: Cremos que o homem foi originalmente criado em perfeição, mas escolheu desobedecer a Deus e caiu de sua condição de não pecador para a de pecador, consequentemente para a morte; trouxe, assim, não somente a morte física mas também a espiritual, sobre si mesmo e sobre toda a humanidade. Cremos que a humanidade é totalmente depravada, tendo herdado uma natureza pecadora através dos pensamentos, palavras e atos; portanto está sob a justa condenação e julgamento de Deus sem defesa nem desculpa. (Gn. 1:26-28, Ef. 4:23-28, Cl. 3:10, Gn. 3, Rm. 5:12, 19, Gn. 6:5, Is. 64:6, Sl. 51:5, Rm. 3:10, 23, Jo 3:17-18, Rm. 1:18-20).

SALVAÇÃO DE PECADORES: Cremos que a salvação de pecadores é totalmente pela graça, através da fé pessoal e que Jesus Cristo é o único caminho para a salvação; Que as bênçãos da salvação estão a disposição de quem quiser aceitá-la e que as únicas condições são a fé e o arrependimento; que o indivíduo deve-se aperceber ao fato de que é pecador perdido, que está condenado aos olhos de Deus; que Jesus Cristo pagou sua dívida num ato substitutivo e que é preciso aceitá-lo como Senhor e Salvador; que nada impede a salvação do maior pecador a não ser sua própria depravação e rejeição voluntária do Evangelho. ( Rm. 3:24, Ef. 2:8-9, Rm. 3:10, 23, 5:12, 6:23, 10:9, 5:8, II Co. 5:21, I Pe. 3:18).

CÉU E INFERNO: Cremos que a Bíblia ensina claramente que há literalmente um Céu onde Deus habita e onde estaremos com Cristo para sempre; que a Bíblia também ensina claramente que há literalmente um inferno de fogo ardente e de punição eterna. E que o Inferno foi originalmente preparado para o Diabo e seus anjos, mas por causa doa descrença do homem ele se juntará a eles por toda a eternidade (Mateus 25:41; Apocalipse 20:14). Não cremos no adormecimento da alma, no aniquilamento, nem na reencarnação. (Jo. 14:1-3, Ap. 21-22, II Co. 5:8, I Ts. 4:17, Lc. 16:19-31, Dn. 12:2, Mt. 25:41-46, Ap. 14:10-11, Ap. 20:11-15, Jo. 3:18).

SEGURANÇA DO CRENTE: Cremos que aqueles que recebem Jesus Cristo como Salvador estão seguros eternamente. Nossa segurança repousa na obra consumada de Jesus Cristo, em nossa justificação, no selo do Espírito Santo, em nossa posição na família de Deus e nas muitas promessas da Palavra de Deus que mostram que estamos salvos para sempre; portanto, temos certeza de nossa salvação. O crente que realmente foi salvo jamais perde a salvação (I Jo. 5:9-13, Ef. 1:13, 4:30, Jo. 1:12, Jo. 10:27-29, Rm. 8:38-39, Jo. 5:24, Jo. 3:16, 36, Jo. 6:37-40, Rm. 5:9, Rm. 8:30).

A IGREJA: Cremos que a igreja local é uma congregação composta de crentes batizados, que praticam os princípios do Novo Testamento (disciplina, consagração, serviço, contribuição etc.), crêem em suas doutrinas, observam suas ordenanças e exercem sua autonomia sob a liderança convenientemente designada. Cremos que a igreja local tem somente dois oficiais: pastores e diáconos (ajudantes/obreiros), e duas ordenanças: batismo (imersão) e Ceia do Senhor. Também acreditamos que o corpo de Cristo atualmente constituído de cristãos vivos e mortos, será completado na volta do Senhor. (I Co. 1:2, At. 2, Mt. 28:18-20, I Co. 15:52-53, Is. 4:13-18, Ap. 1:17, Ap. 19:11-16). Cremos que o pastor bem como o diácono precisam possuir as qualificações exigidas em I Timóteo 3; Tito 1:6 e em todo o Novo Testamento.

SEGUNDA VINDA DE CRISTO: Cremos na iminência da volta de Cristo para encontrar-se nos ares com Seu corpo, a igreja, seguida pela tribulação. Depois da tribulação Cristo virá com a igreja para estabelecer Seu reino milenar, ao qual se seguirá a eterna condição de salvação ou de perdição. (Mt. 24:29-41, At. 1:11, I Co. 15:52-53, I Ts. 4:13-18, Ap. 1:17, Ap. 19:11-16).

Advertisements
%d bloggers like this: